terça-feira, 25 de maio de 2010

Poema para lembrar da fundação do PDT

Brizola, em uma entrevista coletiva, rasgou um papel com a sigla PTB escrita a caneta, chorou, e a partir dali, imediatamente, reagindo a um dos últimos estertores da ditadura, fundou o PDT. O ato foi registrado por Carlos Drummond de Andrade, com um poema.
Eu vi
Vi um homem chorar porque lhe negam o direito de usar três letras do alfabeto para fins políticos. Vi uma mulher beber champanha(*) porque lhe deram esse direito negado ao outro.
Vi um homem rasgar o papel em que estavam escritas as três letras, que ele tanto amava. Como já vi amantes rasgarem retratos de suas amadas, na impossibilidade de rasgarem as próprias amadas.
Vi homicídios que não se praticaram mas que foram autênticos homicídios: o gesto no ar, sem conseqüência, testemunhava a intenção. Vi o poder dos dedos. Mesmo sem puxar o gatilho, mesmo sem gatilho a puxar, eles consumaram a morte em pensamento.
Vi a paixão em todas as suas cores. Envolta em diferentes vestes, adornada de complementos distintos, era o mesmo núcleo desesperado, a carne viva;
E vi danças festejando a derrota do adversário, e cantos e fogos. Vi o sentido ambíguo de toda festa. Há sempre uma anti-festa ao lado, que não se faz sentir, e dói para dentro.
A política, vi as impurezas da política recobrindo sua pureza teórica. Ou o contrário.. Se ela é jogo, como pode ser pura… Se ela visa o bem geral, por que se nutre de combinações e até de fraudes.
Vi os discursos…
Carlos Drummond de Andrade (Jornal do Brasil, 15/05/80 -- Caderno B -- Pg. 1)

sexta-feira, 21 de maio de 2010

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Juventude do PDT lança Campanha Nacional pelo Voto Limpo

Não podemos lavar as mãos. Com este alerta, a Juventude Socialista do PDT lança nesta quarta-feira, 18/05, dia em que o Congresso Nacional deve votar o projeto de lei da Ficha Limpa, a Campanha pelo Voto Limpo. “Temos que conscientizar a sociedade de que a ficha limpa é um pré-requisito importante, mas que é necessário também avaliar a conduta ética do candidato, suas propostas e seus conhecimentos”, afirma Luiz Martins, presidente nacional da Juventude do PDT.

A intenção da campanha é instigar o eleitor a fazer um esforço no sentido de limpar a política, alertando-o a não vender o voto em troca de favores, dinheiro ou outros benefícios. A campanha terá abrangência nacional, com distribuição de cartazes, adesivos e camisetas, além da realização de debates e seminários em universidades, escolas e entidades. Mais informações na página www.jspdt.org ou pelos telefones 21 2232-0121 ou 21 7675-5561.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Chuva de Sonhos

Hoje a chuva invade meu recanto, lava minha face, e purifica minha alma.
Fico a imaginar rios que arrastam todo a tristeza do meu ser.
Essa água bendita que limpa e mata a sede, me traz o sossego.
Ass. Naiana Santos
Não sou poeta mas esse tempo me inspira a escrever, penso na vida, nos sonhos ainda não realizados e de como a juventude vai embora cedo.
O tempo é como areia ao vento, quando você menos espera ele levanta, e leva embora toda sua energia, rouba seus sonhos e vontade.
Me preocupo muito em trabalhar, estudar, adquirir bens e vou deixando os sonhos de lado, digo daqui mais um ano, vou começar meu projeto, daqui mais 2 anos vou fazer aquela viagem, daqui 3 anos vou ver meus amigos na Bahia, e o tempo vai correndo e arrastando para mais longe meus desejos mais profundos.
Os sonhos são os desejos da nossa alma, nossa essência transformada em atos que nos significam para o mundo, por isso não podemos deixar para depois algo tão importante da nossa existência,
porem como iniciar estes sonhos, se sempre estamos lutando pela sobrevivência numa sociedade de consumo e status, onde temos que ter e não ser. Se eu não trabalhar, não tenho dinheiro, se não tenho dinheiro não posso realizar os meus sonhos, e se trabalho e estudo para poder ganhar mais, também não tenho tempo para os sonhos. Então esse mecanismo da sociedade que vivemos é feito para deixarmos nossa essência de lado, viver para trabalhar e fingir ter uma vida feliz.
Como escapar deste ciclo vicioso é a grande questão, como posso continuar nesta sociedade sem precisar romper com os meus sonhos, sem deixa-los para depois, será que é preciso sonhar menos?
A minha saída para este questionamento é provisória, escolhi o sonho mais possível no momento com a minha realidade financeira, para começar a realizar, porém não sei quanto tempo conseguirei me dividir em duas, manter a razão de sociedade e fugir aos poucos para dentro do meu ser.
Este dia de chuva serviu para acordar à mim mesmo, e decidir começar logo o meu projeto tão sonhado que desde de 2009 não sai do meu coração, e minha cabeça busca constantemente os motivos para não desistir dele.
Penso como pode pessoas viverem sem sonhos, neste dia triste e chuvoso o que me acalenta a alma e me faz olhar para frente, são os meus sonhos! minhas metas, meus objetivos, meus desejos, minha busca de realização pessoal.
"Projeto 2012 motivos para acreditar na Humanidade" até o dia do meu aniversário eu vou começar, vai ser o presente que vou dar a mim mesmo.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Publicidade para impactar e conscientizar

ótimas propagandas que servem para causar uma sensação de desconforto, ou seja para que tenhamos atitude!
Publicidade não existe só para vender! serve também para conscientizar!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Meu vide para Juventude Socialista PDT SC

Este vídeo eu produzi e editei para a juventude socialista PDT SC, com o intuito de esta gestão 2009/2011 tenha um maneira de se comunicar diferente, e também possa se nortear por palavras de incentivo e compromisso com o programa da JS PDT. Esta maneira que uso de comunicação quando peço para alguém definir o momento com uma unica palavra já esta se tornando minha marca audiovisual registrada. E neste conceito que vou desenvolver meu projeto 2012 motivos para acreditar na humanidade.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Atitudes que podem ajudar na preservação do Planeta!

Mundo Data:03/05/2010

É MELHOR TOMAR ÁGUA EM COPO DE PLÁSTICO OU ANDAR COM UMA CANECA? COPO • Para suprir sua mítica necessidade diária de 2 litros de água, uma pessoa precisaria consumir 16 copinhos de 125 mililitros por dia, quase 6 mil por ano. Ainda que fabricar os copos consuma 100 litros de água, eles servirão 730 litros - 732 em anos bissextos. • Mas a fabricação das embalagens provoca a emissão de 4,6 quilos de CO2 e outros gases responsáveis pelo aquecimento global. Só nos EUA, a fabricação, o transporte e a reciclagem de embalagens produzem gases de efeito estufa equivalentes aos de uma frota de 1,3 milhão de carros durante um ano. • Por fim, cada copinho demora pelo menos 100 anos para se decompor. CANECA • Lavar uma caneca de 200 mililitros por 5 segundos gasta 500 mililitros de água. • Logo, se os tais 2 litros por dia forem bebidos nessa caneca, será necessário lavar o copo 8 vezes, gastando quase 4 litros diários de água. • Ao longo de um ano, essa atividade terá consumido 1 460 litros de água - 1 464 em anos bissextos.

CONCLUSÃO Beber água em um recipiente reaproveitável causa menos danos ao planeta.� Fontes - Sabesp, Ciclo de Vida das Embalagens no Brasil, de Renata Valt (Thesaurus Editora), Beverage Marketing Corporation, Proconve.

PEÇO O SACO DE PAPEL OU LEVO MINHA ECOBAG? ECOBAG • As queridas dos naturebas duram 5 anos. • Cada uma delas é capaz de eliminar até 1 000 sacolas descartáveis em sua vida útil. • Levou-a para o supermercado 4 vezes? É o que basta para seu impacto ambiental se tornar menor que o das sacolas plásticas ou de papel em todos os indicadores. SACO DE PAPEL • Demora menos tempo para se decompor, mas nem por isso é menos poluente. • Comparando com a ecobag, sua produção emite 80% mais gases de efeito estufa, gasta 3 vezes mais água e resulta em 2 vezes mais resíduos e 70% mais gases que provocam chuva ácida. • Só nos EUA, 14 milhões de árvores são cortadas para produzir preciosas sacolas de papel. • Esta vai doer: gasta-se 98% mais energia para reciclar sacolas de papel que as de plástico.

CONCLUSÃO As ecobags são a alternativa mais ecologicamente correta: desde que você não acumule dezenas delas. Fontes - Ecobilan - Évaluation des impacts environnementaux des sacs de caisse Carrefour; Institute for LifeCycle Environmental Assessment

O QUE AGRIDE MENOS O PLANETA, CERVEJA OU VINHO? VINHO • Um estudo da consultoria Water Footprint Network revelou que a produção de cada litro de vinho consome outros 960 litros de água, a maior parte deles gasta no cuidadoso cultivo das uvas. • Em outras palavras, são necessários 120 litros de água para produzir cada taça de vinho. Vinhos ruins, inclusive. • Os 22% de vinhos importados consumidos no Brasil representam muito mais emissões de CO2 com transporte do que o 1% de cerveja importada. CERVEJA • De acordo com um relatório apresentado na Semana Mundial da Água em agosto pela ong WWF e uma indústria cervejeira, a produção de cada litro de cerveja consome 155 litros de água - um banho no vinho. Ou não, porque consome menos água... ah, você entendeu. • Em lata, a cerveja é ainda mais vantajosa para o ambiente, já que o Brasil é recordista mundial de reciclagem de latas de alumínio, com um índice de 96,5%. • A reciclagem do alumínio economiza energia elétrica: em 2007 permitiu poupar 2 300 GWh/ano, o suficiente para abastecer por um ano uma cidade de 1 milhão de habitantes, como Goiânia.

CONCLUSÃO No Brasil, o consumo de cerveja representa menos danos. Fontes - Sindcerv, Ibravin, Abal, Water Footprint Network, WWF

É MELHOR MORAR EM APARTAMENTO OU CASA? APARTAMENTO • Na teoria, prédios concentrariam atividades em menos espaço, permitindo menos deslocamentos de carros. • Serviços urbanos, como coleta de lixo, também se beneficiam do adensamento ao deslocarem-se menos para atender moradores. • Outra vantagem da concentração populacional é que quem mora em apartamento não gasta água lavando seus carros na calçada nem molhando seus jardins. CASA • Segundo a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, a construção de casas promove a expansão descontrolada da mancha urbana, aumentando o percurso e o tempo de viagem entre trabalho e residência e, consequentemente, o volume de fumaça saindo do escapamento dos veículos. CONCLUSÃO Do ponto de vista da ocupação do solo e aproveitamento dos recursos, morar num prédio é mais sustentável. Sem carro, de preferência. Fonte - Cetesb

DEVO COMPRAR JOIAS OU BIJUTERIAS? JOIAS • Fora abalar o sustento de quem compra, a obtenção de metais nobres, usados em joias, agride o planeta. Para cada tonelada de ouro, é preciso cavucar 300 mil toneladas de minério. • Essa retirada de grandes volumes de terra e rocha pode alterar paisagens naturais e comprometer ecossistemas. • Muitas minas utilizam o cianeto de sódio, uma substância tóxica, na separação do ouro. Assim como o mercúrio usado nos garimpos, ela pode causar acidentes ambientais. BIJUTERIAS • Para obter 1 tonelada de cobre, cuja liga metálica é usada em muitas bijuterias, removem-se 110 toneladas de minério - bem mais em conta. • Após a etapa chamada de galvanoplastia - um banho metálico dado na peça -, são descartadas soluções contendo metais pesados e substâncias como ácido sulfúrico e ácido crômico. O tratamento inadequado desses resíduos pode contaminar a água usada no abastecimento e destruir ecossistemas. � CONCLUSÃO A produção de joias tem maior impacto ambiental. E os riscos da fabricação de bijuterias podem ser reduzidos com procedimentos dentro das empresas. Fontes - U.S. Geological Survey; Mining the Earth (Washington, DC: Worldwatch Institute)

É MAIS ECOLÓGICO USAR ROUPAS DE ALGODÃO OU DE LÃ?

• São necessários 500 mil litros de água para produzir cada tonelada de lã. Sim, essas ovelhas bebem. • Além de insaciáveis, os animais de onde é extraída a lã emitem grandes quantidades de metano. Estamos falando de 20 a 30 litros diários de pum de ovelhas, bezerros e carneiros, gases que contribuem 21 vezes mais para o aquecimento global que o CO2.

ALGODÃO • A exportação de algodão asiático para a Europa é responsável por 20% do ressecamento do mar de Aral, por causa da irrigação de lavouras em países como o Uzbequistão. Se Felipão e Rivaldo estiverem usando uniformes de algodão no FC Bunyodkor, eles também são parte do problema. • Por trás da fabricação de uma única calça jeans estão 11 mil litros de água. • O fertilizante utilizado nas lavouras é à base de nitrogênio. Quando aplicado inadequadamente, libera óxido nitroso, um gás muito tóxico.

Conclusão É praticamente um empate. Como couro, pele e tecidos sintéticos são igualmente agressivos à Mãe Terra, o jeito é apelar para tecidos sintéticos e, claro, brechós - quer algo mais sustentável que reciclar roupa?

FONTES Water Footprint Network

ESCOVO OS DENTES NA PIA OU NO BANHO?

NA PIA • Se uma pessoa escova os dentes na pia por 5 minutos com a torneira aberta, gasta 12 litros de água. • No entanto, se ela molhar a escova e fechar a torneira enquanto escova os dentes e, depois, enxaguar a boca com a água de um copo, gastará menos que 1 litro de água na escovação.

NO BANHO • Considerando que a escovação aconteça durante um banho de chuveiro, serão consumidos 15 litros de água. • E há o gasto desnecessário de eletricidade. Nos horários de pico, a partir das 19h30, esse desperdício significa ativar usinas termelétricas, movidas a gás natural, carvão ou diesel, e que lançam dióxido de carbono na atmosfera.

Conclusão Escovar os dentes na pia, desde que com a torneira fechada.

FONTES Cetesb, Sabesp

POSSO TER FILHOS?

NÃO TER FILHOS • Nos últimos 45 anos, a demanda pelos recursos do planeta dobrou. Esse aumento se deve, em boa parte, ao crescimento demográfico. • Diante disso, há quem proponha cortar o mal pela raiz. O Movimento de Extinção Voluntária da Humanidade, por exemplo, prega que as pessoas deveriam parar de se reproduzir. Sem gente, o mundo seria um lugar muito melhor, diz o movimento, que no entanto ainda não deu início ao processo.

TER FILHOS • Para muitos especialistas, não é o crescimento demográfico, mas o padrão de consumo que ameaça os recursos naturais. Os americanos, por exemplo, consomem 4 vezes e meia mais do que o considerado sustentável. • No livro O Mundo sem Nós, Alan Weisman, da Universidade do Arizona, propõe que se adote a política do filho único. Desse modo, seria possível reduzir a população do mundo para 5 bilhões de pessoas até 2100.

Conclusão Consumo não predatório é mais viável que propor a extinção da humanidade. Basta consumir menos que o planeta nos aguenta.

FONTE: World Wildlife Fund / Planeta Sustentável (http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/atitude/duelos-verdes-atitudes-realmente-sustentaveis-542533.shtml)