sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

A necessidade de Platéia... Desejo um Natal e 2014 de platéia, mas com significado!!

Minha última postagem de 2013 precisa significar a minha nova fase como profissional, amiga, irmã, filha e como sujeito na internet.

Sou uma mulher ligada ao sentimento, tudo que vivi sempre foi muito intenso, e como uma comunicadora nata, sempre fiz registros dos momentos mais especiais da minha vida. Dos meus 8 anos até os 20 sempre registrava em diários os dias especiais, mas quando ganhei minha primeira máquina fotográfica, que foi presente do meu primeiro amor, passei a registrar imagens também. Claro que as fotos eram sempre de momentos felizes, afinal ainda não conheço alguém que tire fotos dos momentos tristes. 

Era sempre uma felicidade levar o filme para revelar e ver como as 12 ou 36 fotos ficavam, a expectativa de que não queimasse nenhuma foto era grande, e eu sempre era sortuda, conseguia bater mais fotos que o filme dizia ter. Com a chegada da máquina digital, virou uma febre registrar todos os momentos, até aqueles mais bobos e sem significados. Com o bum das redes sociais então, fazia questão de bater foto de tudo e colocar na rede, alias esta febre foi geral, tenho certeza que a maioria das pessoas que acessam as redes sociais passaram pela mesma fase. E como vivemos na sociedade do espetáculo já algum tempo, a febre passou a ser um sintoma natural de quem quer estar sempre conectado, aparecendo de qualquer maneira para seus contatos. Posso falar com propriedade porque passei por isso, mas como a evolução é um caminho que sempre busco trilhar, comecei a me questionar quanto ao sentido de postar fotos de qualquer coisa, principalmente em relação a sentimentos.


Quando vejo casais colocando fotos de momentos cotidianos, trocando juras de amor, me pergunto: será que o amor deles só não se basta, a necessidade de plateia e testemunha é tão grande assim? Ou será que é uma questão de parecer ser feliz, chamar a atenção? Uma resposta é certa: a platéia! Ninguém mais quer ficar anônimo, todo mundo quer aparecer de alguma maneira, e neste sentido as redes sociais são o palco perfeito!

"Hoje, como as pessoas não conseguem nem ser nem ter, o objetivo de vida se tornou parecer. As pessoas parece que sabem, parece que fazem, parece que acreditam." (Fonte: http://www.istoe.com.br/assuntos/entrevista/detalhe/12528_CUIDADO+COM+OS+BURROS+MOTIVADOS).



“No mundo realmente invertido, a verdade é um momento do que é falso.”

“O mundo prefere a imagem à coisa.”

“O Espetáculo não é um conjunto de imagens, mas uma relação social entre pessoas, mediada por imagens.”

“A imagem construída e escolhida por outra pessoa se tornou a principal ligação do indivíduo com o mundo que, antes, ele olhava por si mesmo.”

“Toda a vida das sociedades nas quais reinam as modernas condições de produção se apresenta como uma imensa acumulação de espetáculos. Tudo o que era vivido diretamente tornou-se representação”.

“Essa sociedade que suprime a distância geográfica recolhe interiormente a distância, como separação espetacular.”


Frases: DEBORD, Guy. A Sociedade do Espetáculo. 1967.





Mas como eu sempre uso a afirmação de Nelson Rodrigues: "Toda unanimidade é burra", para refletir, provocar polêmica, e não para encerrar discussões ou aumentar o número de lugares-comuns. Resolvi ir contra ao sistema, mudar o significado dos registros nas minhas redes sociais, resolvi filtrar as minhas imagens, resolvi voltar aos antigos rituais de escrever em um diário, e revelar 30 fotos de momentos especiais. Não considero que seja um retrocesso, apenas um novo modo de significar minhas referências pessoais.

Então a partir de 2014 minhas redes sociais vão estar recheadas de matérias, imagens e conteúdos profissionais dedicados a comunicação social, as causas sociais, aos meus projetos pessoais e tudo o que  sentir vontade de compartilhar. Postagens no sentido de agregar valor para os internautas, ou seja, que acho que pode fazer a diferença em uma reflexão. Quanto aos meus momentos especiais resolvi colocar em álbuns e cadernos de referencias, para que eu possa mostrar para minha platéia particular e especial, minhas testemunhas offline: minha família e meu pequeno grupo de amiga(os) que estão presencialmente em minha vida!

Sei que muitas pessoas não vão se dar ao trabalho de ler este post, mas para aquelas que interessaram-se pela minha reflexão e querem saber porque resolvi mudar o meu palco, compartilho uma das referências que me levaram a resgatar valores antigos como um álbum de fotografia que mostro no sofá da minha sala para a minha comunidade:



quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Publicidade da Arte Sustentável : Nada se Cria - Tudo se copia

Publicidade da Arte Sustentável : Nada se Cria - Tudo se copia: Antes de cursar Publicidade e Propaganda ainda tinha uma certa ilusão a respeito da originalidade das coisas. Imaginava que existia aquela...

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Publicidade da Arte Sustentável : Publicidade - Arte de Causas

Publicidade da Arte Sustentável : Publicidade - Arte de Causas: Neste blog vou compartilhar tudo a respeito de Publicidade voltado para as artes e causas pela sustentabilidade. cabe neste momento defi...

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Definir... Significar... Amar Fernando Pessoa

Depois de um longo tempo sem postar devido o meu trabalho de conclusão de curso (vulgo monografia) volta a vida o meu blog.
Fiquei impressionada com tantas redes sociais que tenho perfil. Descobri isso devido a ideia de revitalizar todas elas, com novas imagens e também descrição do perfil.
Agora que meu tempo dedicado a este mundo virtual é focado na minha identidade profissional como Publicitaria orgânica e pensadora,  busquei manter uma referencia visual e literal em todos as plataformas digitais que habito.
Nas imagens escolhi referencias de um lindo por do sol, praia e motivos de verão. Na literatura vou manter o romantismo com muita poesia, musica, frases, pensamentos e passagens de livros que amo.
Resumindo meu blog vai ser um espaço para definir momentos, significar referencias e compartilhar amor!

Vou definir esta postagem em uma única palavra: Mudança
e significar esta palavra com um escritor que amo: Fernando Pessoa


Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário. Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas. Se achar que precisa voltar, volte! Se perceber que precisa seguir, siga! Se estiver tudo errado, comece novamente. Se estiver tudo certo, continue. Se sentir saudades, mate-a. Se perder um amor, não se perca! Se o achar, segure-o!

Fernando Pessoa











sexta-feira, 8 de março de 2013

Dia das Mulheres por Heloisa Helena

Neste dia que é dedicado a todas mulheres, busquei um texto para homenagear essas criaturas maravilhosas, e de todos textos que li, o que me trouxe lagrimas aos olhos, foi este publicado no facebook da autora.
Não poderia ter escolha melhor, pois é uma Mulher que admiro muito, e com uma historia de luta magnifica.
Ao divulgar este texto no meu blog, faço minha pequena homenagem à ela, e compartilho com o mundo palavras carregadas de emoção e verdades dedicadas a todas Mulheres deste Planeta!



Amores! Hoje é Dia Internacional da Mulher... são muitas histórias para explicar o surgimento da data...das mulheres socialistas nas ruas do leste às lutadoras operárias americanas tecelãs de tecido lilás!

As histórias de agora também são muitas... parecem mesmo aquela que Galeano contava de uma antiga mulher de imensa saia cheia de bolsinhos, em cada um deles papeizinhos que ao serem retirados ressuscitavam esquecidos e mortos e todas as andanças do bicho humano.

Queiramos ou não em cada uma de nós recontamos as muitas histórias de outras mulheres espalhadas pelo mundo... no silêncio da neve ou da solidão, nas dunas do deserto ou do mar, nos sertões ou nas cidades, na imensidão das florestas ou das pedras cortadas pelos rios... Afinal, sorrisos e lágrimas são mesmo iguais em qualquer lugar do mundo!

A nossa Coragem vem lá das negras guerreiras que foram açoitadas, marcadas com ferro em brasa, penduradas em ganchos de ferro que lhes atravessavam as costelas, mas nada foi capaz de impedi-las de lutar a gloriosa – mesmo que nem sempre vitoriosa - luta da liberdade!

A nossa Intuição vem lá das índias – lobas, corujas, águias, ursas, beija-flores... – decifradoras dos mistérios das matas, florestas, caatingas... colhendo as folhas de todos os remédios e seguindo as estrelas com seus filhos pendurados dividindo leite com outros bichinhos!

A nossa Liberdade vem de muitas mulheres... brancas, negras, gordas, magras, novas, antigas, de todas as religiões ou sem nenhuma delas... livres e ousadas para usar o mais vermelho dos batons e sair mundo afora como mestras das artes do encantamento... ou livres e ousadas de cara lavada feito lírios dos campos e ostentando as rugas talhadas pelas dores do tempo!

De nada valerá a inveja entre nós... a vã tentativa de apagar na outra o brilho que gostaríamos de ter. De nada valerá a perseguição implacável às outras... reproduzindo as línguas cínicas, machistas e maldosas que condenam nas mulheres o que nos homens aplaudem.

Somos todas igualmente mulheres andarilhas e lutadoras do povo ou condenadas nas prisões domésticas olhando a vida pelas brechas das suas janelas... Somos todas donas do nosso amor e do nosso corpo ou vendidas com a alma dilacerada e a auto-estima destruída... Somos todas em cada uma de nós... em tristezas, alegrias, amores, segredos dolorosos, fraquezas inconfessáveis...apenas Mulheres... e Grandes Mulheres... untadas nos perfumados óleos de ternura e fúria... ostentando as cicatrizes que as lágrimas deixaram na alma como sinais sagrados das nossas lutas... colhendo flores e frutos e semeando Vida nesta maravilhosa experiência de ser Mulher!

Agradeço a todas as Mulheres que me foram exemplos a serem seguidos e fonte de permanente inspiração – minha Mãe e as intensamente solidárias Mulheres da minha Família, as minhas inesquecíveis e fofíssimas Amigas ou as Guerreiras nas Ruas, nas Lutas, nos Livros – pois todas me ensinaram a colar meus próprios pedacinhos todos os dias e renascer em Coragem, Solidariedade, Esperança! Bjss
Autora Heloisa Helena
Imagens das Mulheres que admiro:
Minha Mãe

Minhas Irmãs
 
Amigas
Inspiração

quinta-feira, 7 de março de 2013

Novas Atitudes

Faz algum tempo que não postava nada, mas agora sou obrigada a mudar o foco na internet, preciso  desconectar das redes sócias, para poder me dedicar a pesquisa e elaboração do meu trabalho de conclusão do curso de Publicidade, volto a escrever no meu diário online.
Apesar de continuar com as redes, vou evitar a distração que elas provocam, e aqui neste espaço vou manter minha essência através de postagens para aguentar a abstinência social e virtual até o final do ano.
Este canal vai deixar atualizado todos meus amigos virtuais e pessoas queridas, mas aquelas que fazem parte da minha vida e sentem a minha falta, peço que estejam presente , que estejam do meu lado, que me liguem, que me procurem, que me arranquem dos livros de vez em quando, me convidem para ir ao cinema ou apenas para dar uma volta e esparecer,
Sempre busquei estar com meus amigos, mas este é momento que mais preciso da busca e contato deles.
Agora vamos a postagem, mesmo que esteja focada só nos estudos, lá no fundo bem escondida esta a romântica e sonhadora.

No silencio da madrugada...
Há qualquer coisa que não compreendo...
Anseios de carinho, desejos de amar...
Sonhos emocionados, poemas de amor inacabados.
No silencio da madrugada
Os pensamentos são deuses... heróis... bandidos
aprisionados no tempo...
No silencio... uma voz doce burla encantadora
dos queixumes de minha razão...
É a esperança...
sussurrando ao meu coração...
que você... em algum lugar... também espera...
A minha madrugada passar...

"Arte vida"


Talvez você já esteja do meu lado, talvez não...
Talvez demore um ano, talvez não....
Talvez seja passageiro, talvez não...
Talvez...
"Naia"